10 dicas de fotografia para melhorar o seu Instagram

Quem disse que precisa de uma câmera profissional para tirar fotografias dignas de milhares de likes? É verdade, não é preciso uma câmera DSLR quando tem um smartphone sempre à mão! E isto abre uma porta gigantesca de oportunidades criativas – porque não basta olhar, também é preciso ver! Um dos destinos óbvios para as suas fotografias será muito provavelmente o Instagram e, por isso mesmo, estas 10 dicas dar-lhe-ão novas ideias e uma maneira de refrescar o seu feed! Além destes truques, pode também ir “pescar” outros truques fotográficos que possam ser perfeitamente adaptáveis ao seu smartphone e às suas necessidades!

 

  1. Simplifique

É essencial treinar os seus olhos para filtrar elementos de distração à sua volta. Aperfeiçoando esta habilidade, conseguirá apreciar a beleza da simplicidade e elevará a qualidade da sua fotografia de smartphone e quase de forma instantânea. Todos os dias estamos rodeados de coisas maravilhosas. O importante é identificá-los e lembre-se de os simplificar até que não possa mais!

 

  1. Encontre ângulos menos convencionais

Uma das vantagens de ter o seu smartphone sempre consigo é o facto de poder aceder de forma rápida e fácil à sua câmera. Um smartphone também permite que tire fotografias em ângulos menos convencionais, face à facilidade de mobilidade do aparelho, quando comparado com as câmeras profissionais. Exprimente ângulos diferentes de fotografia para lhes dar uma perspectiva completamente diferente!

 

  1. Faça ou quebre as suas composições

Para ser um bom fotógrafo não basta ter uma boa câmera e ser muito criativo. A fotografia é uma arte e como tal, há toda uma ciência por trás. Aperfeiçoe os seus conhecimentos sobre as regras de composição básicas de fotografia e aprenderá a compor os diferentes elementos de uma imagem para que esta seja mais “orgânica”. A partir daí poderá avançar para técnicas mais avançadas e quebrar as regras das suas composições tendo em conta o seu interesse visual. Caso queira aprofundar os seus conhecimentos na área, poderá procurar por tutoriais e vídeo-aulas no Youtube, além de serem gratuitas também lhe poderão ser bastante úteis. Depois de dominar o básico, poderá dar o seu toque pessoal e desenvolver as suas próprias técnicas!

 

  1. Tente close-ups

Da mesma forma que uma fotografia pode ser dividida em disparos com mais detalhes, poderá fazer o mesmo com as suas composições. Faça close-ups de objetos e jogue com o zoom em coisas como cores e texturas. Vai ficar impressionado com o resultado final!

 

  1. Jogar com sombras

A “hora dourada” é uma das melhores alturas para sair e fotografar. Quando o sol nasce ou quando o sol se põe, são criadas várias sombras. Jogue com as luzes e com as sombras para criar fotografias incríveis!

 

  1. Bloqueie cores

Tire fotos de pessoas ou objetos contra a luz solar para capturar as matizes da natureza. Pode também experimentar com iluminação e fazer isto em casa!

 

  1. Apanhe e jogue com reflexos

Para aumentar o interesse visual, pode tentar limitar (ou até exponenciar, quem sabe) os reflexos na água ou em superfícies brilhantes. Procure pontos de vista mais baixos para fotografias menos convencionais de reflexos para que grande parte da sua composição fotográfica seja composto por um reflexo! O efeito fica espectacular e consegue dar um efetio menos usual à sua fotografia!

 

  1. Obsessão com a simetria

A simetria é e sempre será agradável aos olhos. Utilize elementos da natureza, objetos ou até pessoas como inspiração para jogar com as diferentes proporções dos elementos escolhidos.

 

  1. Edição de ferramentas para o resgate

Mesmo as fotografias mais “chatas” e maçadoras podem ser transformadas em obras fotográficas incríveis, muito graças aos diferentes softwares de edição que existem actualmente. Snapseed, VSCO, Filsterstorm Neue, Enlight, Mextures, TouchRetouch, SKRWT, Afterfocus, LensDistortions ou Superimpose são boas aplicações para começar a explorar.

 

  1. Torne-se um storyteller

Não seja apenas um fotógrafo, seja um contador de histórias! Documentar o processo de alguém a fazer algo ou capturar um evento numa série de fotografias são algumas ideias para começar. Além das fotografias ganharem um outro significado, também será possível “puxar” pelo lado emocional de que vê a fotografia. Melhor que isso, este tipo de fotografia está bastante na moda ou seja, MUITO LIKES!

 

Dicas para as fotografias não aparecerem tremidas

 

tremida

Olá a todos!

Quer parecer-me que ainda não sabem como tirar fotografias sem estarem minimamente tremidas, acertei? Não, não sou adivinho, apenas recebi alguns e-mails de seguidores que gostariam imenso que lhes ajudasse a evitar tirar fotografias tremidas, o que, por vezes, admito, não é fácil. Mas tudo é possível! Querem saber como? Então fiquem muito atentos a estas dicas simples e fáceis de aplicar.

 

Uso de um tripé

Um tripé é uma das soluções mais seguras para garantir que as vossas fotografias não fiquem tremidas. Porém, eu até compreendo que andar com um objecto destes atrás não é muito agradável, devido ao peso e ao tamanho, sobretudo se estão com os vossos amigos num convívio e apenas querem ter algumas fotografias para recordação. No entanto, caso estejam a trabalhar em algo mais sério, por exemplo, a fazer algum trabalho que exija uma excelente qualidade de imagem, então este é um recurso que devem levar em grande conta.

 

Uso de um selfie stick

Um selfie stick é também uma grande mais-valia para vocês, apesar de ser considerado por muitos como mais um objecto da moda, também por se encontrar em qualquer loja que venda acessórios de fotografia. Mas, para além de permitir a captação de imagens em ângulos mais complicados, ou mesmo em grandes planos, um selfie stick permite uma maior fixação da câmara (neste caso da câmara do telemóvel). Isto acontece, porque, ao pegarem no stick, e não directamente no telemóvel, têm uma maior estabilidade nas mãos, o que, consequentemente, provoca uma maior firmeza na captação das imagens.

 

Alteração das definições da câmara

Se, por um lado, ter o cuidado de focar a imagem (caso a câmara não tenha um foco automático) já é suficiente para que a fotografia não apareça tremida, por outro, a focagem pode não ser a única característica da máquina a ter que ser tida em conta. As câmaras fotográficas, quer as que são incorporadas nos telemóveis, como as profissionais, têm inúmeras configurações a considerar. Contudo, a maioria das pessoas não se dá ao trabalho de lhes dar importância, pois chega-lhes trabalhar com o básico. Porém, não há nada mais errado do que isso, visto que uma das configurações mais importantes é mesmo o estabilizador, que pode não ser automático e precisar de uma activação. Neste sentido, aconselho-vos a verificarem cuidadosamente todas as configurações das vossas câmaras e a usarem-nas nos momentos devidos, pois podem potenciar um resultado ainda melhor nas vossas fotografias.

 

Não é necessário serem grandes fotógrafos para conseguirem fotografias com imagens estáveis e de cortar a respiração. É preciso algum jeitinho, claro, mas apenas isso. O resto aprendem com o tempo e com a prática. Pelo menos, no que diz respeito aos tremores das imagens, já sabem o que fazer! :)

Ficaram com alguma dúvida? Deixem-na num comentário para que consiga responder!

Até à próxima e boas fotografias!

PS: A imagem pertence ao site fotografar.pt

 

Fotografias dignas de um verdadeiro fotógrafo – três estratégias básicas de enquadramento

 

shutterstock_333860198

Olá a todos! Hoje, no Papelia, vamos abordar um aspecto essencial da fotografia: o enquadramento. Os bons fotógrafos sabem que uma fotografia não se resume a apontar uma câmara para um objecto e captar a sua imagem.

 

Talvez mais importante ainda, é a forma como captamos essa imagem e como direccionamos o olhar de um posterior observador, guiando-o pela imagem. A forma como enquadramos estabelece qual é a importância de um elemento na imagem final e é essencial para nos assegurarmos de que contamos a história que queremos contar da melhor forma.

 

Por isso, ficam aqui três dicas básicas de enquadramento:

 

  1. Evitar o centro.

A tendência mais frequente num fotógrafo iniciante é colocar o elemento para o qual quer chamar a atenção no centro da fotografia. Contudo, esta forma de enquadrar pode acabar por ter resultados demasiado neutros, repetitivos e aborrecidos.

Uma boa forma de evitar o uso repetido de um enquadramento ao centro é usar a regra dos terços. Esta consiste em dividir a imagem em nove partes iguais. Os elementos a que queremos dar destaque devem ser colocados nas intersecções das linhas que a dividem, ou sobre elas. Ao deslocar os elementos mais importantes do centro da imagem, estamos a criar imagens mais ricas, com relações potencialmente mais interessantes entre todas as partes da imagem.

 

  1. Usar diagonais para criar dinamismo na imagem.

Usar elementos que criam diagonais numa imagem pode conferir-lhe muito mais dramatismo, movimento, tensão. Normalmente, incorporar este tipo de linhas numa imagem dá-lhe mais impacto, mais força, do que se nos limitarmos a usar linhas horizontais e verticais.

 

  1. Simplificar a imagem, de modo a torná-la mais facilmente legível.

Quando olhamos para alguma coisa no mundo real, instintivamente simplificamos aquilo que vemos, focando a nossa atenção nuns quantos pontos que saltam mais à vista. Contudo, uma fotografia não é o mundo real. Ela é estática e bidimensional. Por este motivo, é muito fácil que uma fotografia se torne caótica ou confusa, incorporando demasiados elementos contrastantes entre si.

Um bom fotógrafo evita esta confusão, este caos visual, enquadrando a fotografia de modo a que esta fique simples e legível. Tudo o que não tiver importância, deve ser deixado de lado através da forma como enquadramos.

 

Para terminar, não podemos deixar de realçar que estas indicações não são regras invioláveis. Elas são apenas princípios, estratégias que uma grande quantidade de fotógrafos por esse mundo fora utilizam para obter resultados melhores. É essencial existir sempre espaço de manobra para a flexibilidade e adaptabilidade do fotógrafo.

 

Mesmo assim, verão que estas dicas vos vão ser bastante úteis! Até breve e boas fotografias!